Nutrição e alimentação para gatos de filhotes a adultos

A nutrição e alimentação do seu gato de forma descomplicada

1.284

Receba notificação em tempo real

Nutrição e alimentação para gatos de forma simples!

Todos nós sabemos que uma alimentação e boa nutrição é fundamental para a saúde.

Com os gatos também tem essa necessidade!

A melhor alimentação pro seu gato sem sombra de dúvidas é aquela que conseguimos replicar o que ele deveria comer na natureza. Uma alimentação rica em umidade e a base de carnes!

Os gatos são obrigatoriamente carnívoros, e requerem, portanto, uma fonte de proteína de alto valor biológico na dieta, muito mais que a maioria dos outros animais.

 Separamos aqui O MELHOR TIPO DE ALIMENTAÇÃO PRA DAR PRO SEU BICHANO e te explicamos o porquê!

Ração úmida!

No Brasil, temos a tendência a sempre oferecer ração seca a cães e gatos, porém, nos outros grandes países como os EUA, já é prática comum difundida pelos veterinários que rações úmidas são melhores!

Por quê ração úmida ?

Gatos são seres que dificilmente bebem a quantidade de água que deveriam, então a dieta deles precisa conter uma boa quantidade de umidade.

As rações úmidas tem uma gigantesca vantagem com relação a isso, possuem maior umidade que as rações secas e semi-úmidas.

Também tem menor quantidade de carboidratos e podem ser excelentes para gatinhos com problemas urinários, diabetes e outras doenças, bem como na prevenção e tratamento de obesidade!

Estudos apontavam que antigamente alimentar um gato apenas com ração úmida poderiam resultar em problemas dentários.

Porém hoje em dia, há relatos que as rações secas também não melhoram a qualidade dos dentes, na realidade, apenas dietas secas específicas para problemas odontológicos que dificilmente iremos achar no Brasil reduzem a formação de placas e cálculos e podem amenizar gengivites.

 

Quando eu devo oferecer e quanto eu devo dar?

É recomendado oferecer sempre como refeições assim como nós nos alimentamos.

NUNCA DEIXE COMIDA LIVRE PRO SEU GATINHO! 

Sempre coloque uma quantidade específica de comida pro seu gato ao invés de deixar uma enorme quantidade de ração na vasilha pro seu gato comer durante o dia inteiro.

É possível fazer isso, duas vezes ao dia durante todos os dias, usando uma recomendação simples (a embalagem do produto)!

Sério!

Lá vai conter todas as necessidades e recomendações do fabricante da quantidade total que o seu gatinho DEVE comer durante o dia. E sempre que levar o miau no veterinário, pergunte se ele recomenda aumentar ou diminuir a quantidade!

Obviamente, a quantidade que o fabricante recomenda, sempre vai variar do peso ideal e do nível de atividade do seu gato.

Tem acesso a rua?
Briga no telhado toda madrugada?
Foge de casa e só volta 2 dias depois?

(OBS: Não é recomendado esses comportamentos, ok?)

Então seu gatinho é super ativo e com certeza vai precisar de uma dose extra de energia.

Bom agora que já sabemos disso, vamos voltar ao porque refeições são melhores do que deixar comida livre com um simples motivo!

A refeição te permite monitorar o apetite dele e te ajuda a perceber qualquer alteração na ingestão de comida.

É exatamente por isso que você deve alinhar as refeições dele às suas, sempre que acordar, coloque a quantidade recomendada de ração, sempre que for jantar, coloque a outra quantidade recomendada!

Caso perceba que a dieta não está funcionando pro seu gato, leve a um veterinário e ele irá passar um plano adequado de alimentação especificamente pro seu bichano.

Tá bom, agora que eu já sei que tipo de alimentação e como dar, qual sabor eu escolho?

Ahhhh, agora chegou na parte onde você tem que encarar o seu gatinho que tem um paladar mais difícil de agradar que os jurados do MasterCheff!

Bom, a sua única saída é testar várias marcas e sabores até identificar a preferência dele.

E o mais importante é evitar aquelas marcas com procedência duvidosa, principalmente o sabor “peixe”! 

Por que?

Porque geralmente possuem elevada taxa de metais pesados e muito magnésio que com o passar do tempo pode ser prejudicial pra saúde do gato, caso alimentado em excesso.

E as rações semi-úmidas para gatos?

Essas geralmente possuem muitos alimentos processados e industrializados ricos em magnésio (que em excesso geram problemas renais), corantes, carboidratos, conservantes e aditivos que podem causar reações alérgicas nos gatos. 

Mas é claro, sempre o recomendado é avaliar atrás da embalagem e verificar na listagem de ingredientes.

Ração barata é boa?

Se você tem dúvidas quanto a procedência de uma ração, seja ela qual for, a dica é: olhe na lista de ingredientes, se o primeiro que aparecer for peixe ou carne, tem uma maior probabilidade de ser boa.

E se o que aparecer primeiro for soja, arroz, milho ou outra fonte de carboidratos, então provavelmente não é de boa procedência.

Sempre avise o médico veterinário a marca e o tipo de alimento que você dá ao seu gato.

As melhores rações contêm proteína muscular ao invés de proteína de órgãos ou então de subprodutos que não são recomendados o consumo humano.

Ta bom, mas eu sempre dei ração seca, me fala sobre ela!

Gatos adoram rações secas, e com certeza é a que os tutores têm preferência aqui no Brasil, são fáceis e opções bem convenientes.

Porém, oferecer apenas ração seca pode não ser sempre a melhor opção pro seu gato.

Rações secas são riquíssimas em carboidratos e isso pode gerar problemas como obesidade, diabetes, problemas renais e urinários, vômitos e diarreia.

Se o seu gato come apenas ração seca e você acredita que ele possui algum desses problemas, o ideal é você procurar um médico veterinário especialista em nutrição clínica.

Se você é do tipo de pessoa que mesmo assim, prefere a ração seca saiba que existem excelentes opções no mercado.

 Mas você deve sempre olhar a procedência das rações e verificar a quantidade de carboidratos e seguir a recomendação do fabricante que melhor atenda aquilo que falamos lá em cima sobre como dar a ração em forma de refeição.

Ahhh… e carne crua?

Há muito tempo vejo pessoas falando que se a melhor alimentação é aquela que replica o que ele encontraria na natureza, então é claro que carne crua seria a melhor opção.

Porém, existem alguns riscos envolvidos, e se você optar por esse caminho, tem que tomar alguns cuidados de higiene e preparação pra poder utilizar esses alimentos in natura.

Ei, SEMPRE procure um veterinário antes de oferecer esse tipo de alimento ao seu animal hein?

Até porque um gato não vive sem carne, porém, não podem viver APENAS de carne!

Deve existir uma coalizão de macro e micronutrientes como: minerais, vitaminas e aminoácidos específicos como a taurina!

E eu posso dar resto de comida para meu gato? ou um petisquinho?

Não é recomendado dar em excesso e inclusive já falamos sobre alimentos que não podem ser dados para cães e para gatos, dá uma olhada.

Mas é certo que certos tipos de fruta e outros legumes não irão matar seu gato desde que você não exagere!

Leite NÃO é recomendado!

Frituras e doces ajudam a aumentar o problema da obesidade, diabetes e distúrbios gastrointestinais.

NUNCA ALIMENTE COM OSSOS COZIDOS!

São fáceis de quebrar e suas pontas ficam afiadas e podem gerar sérias lesões a mucosa do trato digestivo.

E o como eu devo lidar com o meu gatinho obeso?

Bom, se isso é verdade, primeiro passo é ficar preocupado.

 A obesidade nos gatos é uma doença crônica que diminui a longevidade e tem consequências sistêmicas na saúde como diabetes e artrite.

Somando a esses problemas, gatos obesos também não conseguem se lamber então seus pelos se tornam oleosos, opacos, quebradiços e com seborreia, além de não usufruírem de um bem-estar adequado e qualidade de vida.

Porque gatos que não conseguem se lamber tem problemas de depressão clínica e não conseguem efetuar a limpeza das suas partes baixas e portanto ocorre o acúmulo de matéria urinária e fecal e podem causar infecções e desconforto mesmo que você limpe seu gato sempre!

A maioria das pessoas acham aquele gatinho gordinho uma fofura, mas lembre-se que OBESIDADE É UMA DOENÇA!

Deve ser tratado como tal!

Não dê alimento à vontade ao seu gato. Não o deixe ganhar peso em excesso, você pode controlar o peso do gato porque ele só come O QUE VOCÊ DÁ PRA ELE!

Ele não tem a dificuldade que nós temos em seguir uma dieta, porque nós comemos sobre a nossa vontade e eles não escolhem por conta própria os alimentos.

Além disso, caso queira que seu gato emagreça, faça uma plano nutricional junto a um médico veterinário com especialidade em nutrição clínica, não coloque seu gato numa dieta emagrecimento por conta própria.

Gatos não podem ficar sem comer por muito tempo, eles desenvolvem uma doença chamada de lipidose hepática ou esteatose hepática, um acúmulo de gordura no fígado devido ao jejum prolongado e mobilização excessiva de tecido adiposo pra ser utilizado como fonte de energia.

O que pode ser feito é um encorajamento de atividades físicas com seu pet, brinque com ele, enriqueça o ambiente com brinquedos e atividades pra ele, assim que ele começar a perder peso alinhando dieta e exercícios, se tornará um gato mais ativo e saudável e com maior qualidade de vida e menor predisposição a problemas de ordem endócrina, circulatória e etc.

 

O que meu gato pode beber?

ÁGUA! Mantenha SEMPRE água potável, nada daquela água suja que não troca a dias!

Pode deixar água livre à vontade!

Pode usar uma fonte de água para pets que você consegue comprar em petshops, isso encoraja seu gato a beber mais água.

Não é recomendado oferecer leite sempre. Estudos já apontaram que muitos gatos não toleram bem e podem acabar tendo problemas de ordem digestiva incluindo diarreia.

 

E como deve ser os bebedouros e comedouros dos gatos?

Sabe-se que bebedouros e comedouros de plástico podem causar irritações na pele, em geral opte pelos de cerâmica ou aço inoxidável e de formato raso!

Visto que os gatos preferem manter o nariz e os bigodes longe da comida porque são muito sensíveis.

Não utilize produtos químicos pra desinfetar, podem ser tóxicos e muitos gatos não gostam do cheiro forte deixado pelo resíduo do produto e podem não comer o alimento.

 

Agora vamos falar sobre pelos!

Uma dieta saudável pode deixar o seu gato com uma pelagem linda, mas ele também precisa se lamber e você também pode escovar o pelo dele!

Escovar o pelo e deixá-lo saudável é sua responsabilidade!

Não precisa dar banho aos gatos, eles se limpam através de lambeduras, o cuidado maior é escovação dos pelos com uma escova apropriada para gatos, compradas em petshops.

Lembre-se que muitos gatos adoram escovação e gostam de passar tempo com seus tutores.

Isso ajuda não só a manter o pelo saudável, mas também a evitar o excesso de pelos pro animal ingerir através da lambedura.

Caso não consiga fazer a escovação, considere levar em um petshop, um profissional com certeza ficará bem feliz em te ajudar!

 

E lembre-se, esse artigo é de intuito informativo e meu desejo é distribuir conhecimento! Não substitui o auxílio médico-veterinário e SEMPRE que tiver dúvidas,

Se você tem mais dúvidas sobre a nutrição e alimentação do seu gato ou se está encontrando algum sintoma estranho.

Você já sabe…

Não arrisque a vida do seu companheiro,

VAI DE VET!

 

 

 

Comentários

0 comentários

100%
Muito útil
  • Nutrição Felina

Receba notificação em tempo real

Comentários estão fechados.

Olá tutor, se você gostou,
se inscreva para receber mais conteúdos como esse!
Me inscrever
Você pode sair quando quiser!
Fechar

Gostou desse conteúdo?

Se inscreva na nossa lista exclusiva e receba dicas profissionais para cuidar do seu pet.
Me inscrever
Você receberá somente conteúdo. Nada de SPAM.