Gravidez psicológica em cadelas, entenda de uma vez por todas!

Gravidez psicológica em cadelas, também conhecida como pseudociese canina é uma condição fisiológica, presente em toda cadela não prenha. 

Receba notificação em tempo real

Gravidez psicológica em cadelas, também conhecida como pseudociese canina é uma condição fisiológica, presente em toda cadela não prenha. 

No qual algumas podem apresentar manifestações físicas de uma cadela prenha, estas manifestações são chamadas de pseudociese clínica ou manifesta, entenda melhor como funciona.

 

Sintomas da gravidez psicologia em cachorros

  • Adoção de brinquedos ou objetos 
  • Construção de ninho (ela escolhe um “canto” para ficar)
  • Produção de leite sem filhotes
  • Comportamento recluso 

 

Se você encontrar pelo menos um desses sinais clínicos e quer saber como lidar melhor com isto, este artigo é para você.

 

Contudo se você realmente quer encontrar a melhor forma de lidar com isso, é indispensável que tenha visto nosso artigo sobre cadela no cio. Ele vai te explicar como funciona o cio da sua companheira de quatro patas.

 

Gravidez psicológica em cadelas é normal

 

A pseudociese canina é uma condição que TODAS as cadelas não prenhes apresentam, é algo fisiológico! 

 

“Ué, como assim TODAS?  A minha cachorra não dá isso aí não”

 

Porque nem todas as cadelas apresentam sinais clínicos e alterações físicas. Quando isso acontece, a gente chama de “Pseudociese clínica ou manifesta

 

Gravidez psicológica canina, porque isso acontece?

 

A pseudociese clínica ou manifesta não está presente em todas as cadelas e para entender melhor é importante saber que, os animais convivem com o homem a bastante tempo, mas nem sempre foi assim. 

a

Durante a evolução dos cães, alguns autores citados em artigos científicos retratam que os cães viviam em matilhas.

 

E para que a fêmea dominante da matilha fosse caçar sem precisar se preocupar com amamentar os filhotes, outras fêmeas desenvolviam essa gestação psicológica para amamentar os filhotes da fêmea dominante.

 

Isso foi muito vantajoso para as matilhas de cães, e hoje em dia, esse traço evolutivo continua!

 

Estima-se que 50% a 70% das cadelas não castradas desenvolvem essa síndrome! Um número altíssimo, né? 

 

E não tem predisposição de raça, faixa etária nem porte físico e nem se a cadela nunca pariu ou se já pariu várias vezes.

 

Como ocorre a pseudociese?

A pseudociese segue alguns critérios para ocorrer:

 

  1. A cadela NÃO pode estar prenha
  2. A cadela precisa estar na fase do Diestro do ciclo estral

 

Como já mencionei, é necessário entender o ciclo estral ou chamado de “cio das cadelas” para entender essas fases e a pseudociese.

 

Aqui vai um resumo: 

Ciclo estral da cadela
Como funciona o ciclo estral da cadela

 

 

Durante a fase do “cio” que ela para de aceitar o macho, chamado de Diestro, a cadela tem uma alta produção de um hormônio chamado progesterona que é produzida através do corpo lúteo (uma estrutura encontrada nos ovários durante o ciclo reprodutivo).

 

A progesterona é um hormônio que tem inúmeras funções, dentre elas a manutenção de uma gravidez, impedindo uma interrupção da possível gravidez por ações do próprio organismo por exemplo.

Cuidados

A fêmea copulando ou não com o macho durante o Estro, o Diestro seguirá de duas formas para essas ocasiões:

 

  1. Caso ocorra a cópula: a cadela produzirá progesterona pelo corpo lúteo e após a sinalização do organismo que ela está prenha, será formada a placenta e a progesterona também será produzida pela placenta para dar manutenção à gravidez.

 

  1. Caso NÃO ocorra cópula: a cadela produzirá progesterona pelo corpo lúteo e como não irá ter sinalização porque ela não está prenha, ela deixará de produzir aos poucos até que o corpo lúteo regride e deixe de existir e a cadela entre na fase de Anestro.

 

Porém, nas duas ocasiões a cadela também produz um outro hormônio: A prolactina, que é a responsável pelos sinais da gravidez psicológica ou pseudociese canina.


Na medida que a progesterona vai diminuindo e a prolactina vai aumentando, a cadela passa a poder ter manifestação dos sinais.

 

A prolactina serve para inúmeras funções também, inclusive a de comportamento materno, é por isso que a cadela adota brinquedos e constrói o ninho!

 

Outra função é a de produção de leite, a prolactina atua na glândula mamária ajustando-a para uma possível gestação e crescimento da glândula.

 

E por que nem todas as cadelas apresentam os sinais?

 

Porque nem todas as cadelas têm a mesma sensibilidade para a prolactina ou produzem na mesma quantidade durante essa fase de Diestro.

 

A cadela que tiver essa predisposição a ser sensível a prolactina ou a produzir em elevada quantidade, terá a manifestação dos sinais clínicos!

 

E adotará o comportamento materno com objetos ou com filhotes de outras fêmeas, formação de ninhos, produção de leite e outros sinais da pseudociese.

 

Além desses fatores, quais outros podem favorecer a cadela a ter uma pseudociese?

 

  1. Alguns medicamentos a base de progesterona podem induzir essa gravidez psicológica durante ou após o tratamento! 
  2. Tratamento com prostaglandina (um medicamento usado erroneamente para aborto em cadelas) também pode induzir a pseudociese 
  3. Castração durante o Diestro é o terceiro fator extra que pode ocasionar a pseudociese, geralmente 3 a 4 dias após a cirurgia.

 

Devo me preocupar com a pseudociese?

 

NÃO!

Porém saiba que alguns cuidados devem ser tomados.

Você já sabe que a gravidez psicológica é um processo natural da cadela, autolimitante, ou seja, vai acabar sozinho!

Porém, você precisa ter alguns cuidados!

 

Durante a pseudociese os cuidados são:

  • Colar elizabetano para evitar lambeduras nas mamas, porque as lambeduras podem estimular mais secreção láctea! 
  • Atividade física como passear, exercícios e brincadeiras produzem um excelente efeito para diminuir o estresse causado pelo comportamento materno excessivo. 
  • Levar em um veterinário para avaliar a necessidade de uso de medicamentos que seguem o leite e outros medicamentos que protegem o animal contra infecções e inflamações das glândulas mamárias.

 

  • Avaliar castração das fêmeas APÓS a pseudociese para evitar recidivas no futuro!

 

Posso castrar o animal durante a pseudociese?


Não é indicado!

 

Parece uma boa ideia, tendo em vista que a única forma de prevenir definitivamente essa síndrome é castrando.

 

Porém um veterinário irá dizer que não é indicado durante a pseudociese por um simples motivo:

 

A prolactina, hormônio responsável por essa síndrome é produzida pela hipófise, que fica no cérebro!
E a castração retira os ovários e o útero, o que não terá muito efeito durante a pseudociese.

 

Como o processo é autolimitante e dura algumas semanas, só tomar os cuidados necessários citados ali em cima e após cessar os sinais, aí sim será recomendado a castração!

 

Existe alguma complicação da pseudociese?

 

SIM! 

Já foi descrito em artigos científicos cadelas que apresentaram tumores de mama e mastite! 

 

Por isso a recomendação dos veterinários é que se castrem as fêmeas, é o único meio de evitar diversas doenças e complicações!

 

Cuide da alimentação da sua cadelinha para evitar problemas de saúde grave.

 

Caso tenha alguma dúvida, 

 

Fique à vontade pra comentar!

 

Se gostou compartilha!

 

Comentários

0 comentários

Receba notificação em tempo real

Comentários estão fechados.

Olá tutor, se você gostou,
se inscreva para receber mais conteúdos como esse!
Me inscrever
Você pode sair quando quiser!
Fechar

Gostou desse conteúdo?

Se inscreva na nossa lista exclusiva e receba dicas profissionais para cuidar do seu pet.
Me inscrever
Você receberá somente conteúdo. Nada de SPAM.