Cachorro vomitando? Vomitando amarelo? Espuma branca? Veja aqui o porque!

Receba notificação em tempo real

Cachorro vomitando, o que poderia ser?

 

Cachorro vomitando,  o que poderia ser afinal?

Se você quer saber porque isso acontece, primeiro tem que saber o que poderia ser.

E para isso vamos te introduzir e tentar te explicar a fisiopatogenia do vômito pra você entender melhor!

Cachorro vomitando não necessariamente é sempre um sinal horrível. 

Eles podem vomitar por uma série de razões de caráter relativamente benignos como: expelir conteúdo estomacal de coisas que não deveriam ter ingerido, por exemplo!

Porém, às vezes, teremos um quadro mais grave ocasionando esse sinal clínico, fica com a gente aqui que eu explico pra você.

Diferença entre vômito e regurgitação

Em princípio, não necessariamente toda vez que o seu cachorro expelir conteúdo pela boca é sinal de que ele esteja vomitando. 

Isso porque a diferença entre esses dois sinais é de extrema importância para você conseguir entender melhor o mal que está acometendo seu cão.

Além de entregar detalhes IMPORTANTÍSSIMOS para o veterinário que vier a atender seu cachorro.

A regurgitação no cachorro

A regurgitação é um processo passivo, quando a comida não digerida é expelida do esôfago de forma que não ocorra contração dos músculos abdominais pra forçar a expulsão.

Então, se o seu cachorro não está contraindo o abdômen pra expelir o conteúdo, se ele sai passivamente, isso é um indicativo do processo de regurgitação.

O importante em diferenciar esses sinais é porque possuem causas e tratamentos bastante distintos.

Cachorro vomitando, entenda os sinais

Vômitos são normalmente precedidos de sinais de náuseas como lambedura de lábios, deglutição excessiva e produção de saliva intensa.

Você  sabia que alguns cães tem um comportamento de comer grama?

Possivelmente os cachorros  fazem isso para proteger a mucosa esofágica. Já que a grama pode recobrir materiais perfurocortantes como ponta de osso, quando ele vomitar!

 E lembre-se, é um processo ativo que NECESSITA da contração da musculatura abdominal pra expulsão do conteúdo.

Então é perceptível o indicativo de vômito olhando a postura adotada e a contração dos músculos dessa região.

 

Mas por quê o cachorro vomita afinal?

Entenda que o vômito tem uma utilidade para diversas funções vitais no organismo, principalmente para  aqueles que comem literalmente qualquer coisa

Caso ele perceba que comeu alguma coisa que não está fazendo bem, o corpo tende a enviar sinais eletroquímicos através de receptores ao centro do vômito, parte do cérebro que controla esse reflexo para que ocorra a expulsão do conteúdo.

O que acaba corrigindo o erro do animal de ter comido algo que não deveria.

Outra causa relativamente benigna do vômito é a cinetose, conhecido por todos como aquele enjoo por ter viajado de carro, barco etc.

Possíveis sinais de doença que o vômito do cachorro pode indicar

E é claro que o vômito pode ser sinal clínico de várias doenças e condições como:

 

  •        Parasitas como vermes
  •        Doenças hepáticas
  •        Úlceras gastrointestinais
  •        Pancreatite
  •        Toxinas bacterianas, fúngicas ou oriunda de alimentos
  •        Alguns tipos de câncer e neoplasias
  •        Obstrução intestinal por corpo estranho, torções em órgãos
  •        Doença inflamatória intestinal
  •        Doenças renais
  •        Diabetes mellitus
  •        Gastroenterites (inflamações do trato digestivo)
  •        Infecções (virais, bacterianas ou fúngicas)
  •        Hipoadrenocorticismo
  •        Intolerância alimentar ou alergia alimentar
  •        Efeitos adversos de medicamentos
  •        Efeitos adversos de anestésicos
  •        Insolações
  •        Náuseas de pós operatório
  •        Mudanças abruptas na alimentação
  •        Ingestão de lixo
  •        Piometra

 Diferentes tipos de vômito no cachorro

To entendendo, mas tem diferença nos tipos de vômito?

 Sim, tem diferença! 

Parece esquisito, mas vale a pena dar uma visualizada e mexida no vômito do seu cachorro antes de limpar.

 Essa informação vai ser bastante útil pro veterinário.

 Porque com essa sua investigação você consegue nos dizer se o cachorro está vomitando amarelo ou uma espuma branca por exemplo. 

E com essa informação, é possível concluir que o estômago dele estava vazio, a espuma branca vem do muco que protege o estômago e o líquido amarelo é a bile que veio lá do duodeno.

Além disso, se o vômito é muito volumoso, o veterinário pode interpretar que o animal pode estar com bastante sede e estar sendo incapaz de reter água, indicando uma possível desidratação.

 Se o vômito tiver uma coloração escura, pode indicar vômitos com sangue digerido, indicando uma hemorragia no trato gastrointestinal.

 Alguns defensivos agrícolas usados ilegalmente como raticidas também podem deixar vestígios no vômito como vários grãos pretos pequenininhos.

Nossa e agora o que devo fazer ao ver meu cachorro vomitando?

 O que fazer com cachorro vomitando? 

Bom, além de observar o vômito como te falamos no item anterior, alguns sinais podem indicar que o seu animal precisa de tratamento imediato.

Sempre consulte um veterinário, principalmente se o seu animal:

 

  • Estiver vomitando várias vezes – isso indica que ele pode estar ficando debilitado e desidratado, e isso é mais grave ainda caso seu animal seja idoso ou seja portador de alguma doença

 

  • Vomitando em jatos – geralmente um sinal de que haja uma obstrução no tubo digestivo

 

  •  Diarreia – além do vômito ocasionar a desidratação, a diarreia torna o quadro mais severo ainda

 

  • Letargia e depressão – é um sinal clínico que diz que potencialmente o corpo inteiro está sendo afetado.

 

  • Débito urinário diminuído – baixa produção de urina é indicativo de desidratação

 

  • Vômitos com presença de sangue e corpo estranho

 

  • Dores abdominais e aumento do volume abdominal – são sinais vistos nas doenças mais graves que ocasionam vômitos nos animais

 

  • Animal está tentando vomitar, mas não consegue – Sinal clínico bem clássico de síndrome de Dilatação Vólvulo Gástrica (DVG) uma doença que necessita de atendimento imediato com altíssimo risco de óbito ao animal

 

Posso alimentar meu animal depois que ele vomitou?

 

Se o seu cachorro for adulto e só tiver vomitado uma vez e está brincando e feliz, você precisa esperar algumas horas de jejum.

Isso porque é  preciso verificar se ele não irá vomitar novamente. E se caso vomite novamente, siga a dica de cima e leve ao veterinário!

Mas caso ele permaneça bem, sem reincidências de vômito, ofereça um pouco de água e um pouco de comida.

Manere nas quantidades oferecidas, o estômago dele pode estar sensível e não é desejado que ocorra uma irritação na mucosa.

Se o animal vomitar novamente, leve ao veterinário!

 Mas meu cachorro é filhote!

 

Filhote de cachorro vomitando, o que fazer?

Além de lindos, os filhotes são muito mais sensíveis que adultos.

As causas de vômitos citadas ali em cima também podem se aplicar a filhotes.

Porém, eles NÃO conseguem suportar os seguintes efeitos:

  • nutrição inadequada;
  • desidratação
  • desequilíbrios hidroeletrolíticos;

 

E assim como um cão adulto podem facilmente ficar fracos e terem sinais generalizados.

Filhotes podem sucumbir ao óbito por desidratação ocasionada por vômitos de origem relativamente benignas se não forem tratados imediatamente por um veterinário.

NÃO DEIXE DE LEVAR SEU FILHOTE NO VETERINÁRIO!

Diagnóstico das causas do vômito em cachorros

cachorro vomitando diagnostico veterinário

Um veterinário sempre vai investigar a causa de vômitos contínuos ou severos.

 

Ele vai te fazer perguntas como a idade do seu pet, histórico de saúde, nível de atividade, dieta e também utilizará do exame físico e pode ser necessário exames complementares como: 

 

  • hemograma
  •  radiografia
  • ultrassom
  • exame de fezes
  •  endoscopia
  •  biópsia
  •  exame de urina

Podendo até solicitar cirurgia exploratória! Tudo vai depender do caso específico do seu animal.

 

E como eu previno o vômito em cães?

 

 

Muitas causas não tem como serem prevenidas, mas nas que podemos prevenir, aqui vai uma lista de como fazer isso:

 

Jamais alterar a dieta abruptamente

tente usar uma estratégia de colocar 25% da ração nova com 75% da velha por alguns dias, depois 50/50 por mais alguns dias, 75% da nova e 25% da velha por mais alguns dias e por fim, 100% da ração nova!

 

Cuidado com os brinquedos

Não dê brinquedos que eles possam engolir ou mastigar e triturar, é a principal causa de obstrução por corpo estranho!

Caso queria dar osso ao seu cachorro, jamais dê ossos cozidos, eles quebram facilmente e podem ocasionar lesões caso sejam mastigados e engolidos

Evite dar alimentos humanos para seus dogs

Alguns alimentos que julgamos inofensivos podem ser muito tóxicos para cachorros.

Não deixe o seu animal vasculhar o lixo, ele pode ser exposto a toxinas e bactérias geralmente envolvidas nas gastroenterites.

Brinque com seu cachorro para reduzir vômitos

Se o seu cachorro é daqueles que come tudo, tente enriquecer o ambiente e brincar mais vezes com ele, pode amenizar o problema de ansiedade e hiperatividade.

 

Uma boa alimentação também  ajuda a evitar esses riscos.

E para você saber sobre como alimentar bem o seu cachorro, confira as dicas profissionais que separei para você.

 

E lembre-se que essas dicas NÃO substituem um aconselhamento veterinário, são apenas para distribuir conhecimento e informação de qualidade substituindo os mitos e desinformações.

 Na dúvida,

 

VAI DE VET!

REFERENCIAS EXTERNAS

Washabau, R.J. & Day, M.J.. (2012). Canine and Feline Gastroenterology. 

https://www.vetmed.wsu.edu/outreach/Pet-Health-Topics/categories/common-problems/vomiting

https://s3.amazonaws.com/academia.edu.documents/45670945/IR_EM_CAES_E_GATOS.pdf?response-content-disposition=inline%3B%20filename%3DIR_EM_CAES_E_GATOS.pdf&X-Amz-Algorithm=AWS4-HMAC-SHA256&X-Amz-Credential=AKIAIWOWYYGZ2Y53UL3A%2F20200108%2Fus-east-1%2Fs3%2Faws4_request&X-Amz-Date=20200108T002642Z&X-Amz-Expires=3600&X-Amz-SignedHeaders=host&X-Amz-Signature=54dd172b0c8846040b4fa34396d94bb2563985787149bf053584771330f930a6

http://iah.iec.pa.gov.br/iah/fulltext/pc/artigos/1999/ArqBrasMedVetZootec%20v51n6p531-536%201999.pdf

http://www.scielo.br/pdf/cr/v42n1/a1812cr5763.pdf

 

Comentários

0 comentários

100%
Muito útil

Avalie a utilidade desta informação para você.

  • Saúde canina

Receba notificação em tempo real

Deixe uma resposta

Olá tutor, se você gostou,
se inscreva para receber mais conteúdos como esse!
Me inscrever
Você pode sair quando quiser!
Fechar

Gostou desse conteúdo?

Se inscreva na nossa lista exclusiva e receba dicas profissionais para cuidar do seu pet.
Me inscrever
Você receberá somente conteúdo. Nada de SPAM.